Quarta-feira, 27 de outubro de 2021
informe o texto

Notícias Cidades

Comitê de Crise de Rondonópolis altera regras de exigência da carteira de vacinação e limita público em eventos

Toque de recolher continua em vigor no período compreendido entre 1h e 5h da manhã

Comitê de Crise de Rondonópolis altera regras de exigência da carteira de vacinação e limita público em eventos

Pátio garantiu que vai manter a qualquer custo as 10 vagas de UTIs criadas e mantidas pelo município

Foto: Wheverton Barros - Gcom

O Comitê de Gestão de Crise do município de Rondonópolis se reuniu nesta quarta-feira (22) no salão de reuniões do Paço Municipal e deliberou sobre mudanças nas regras de exigência da ‘carteira de vacinação contra a Covid-19’ para acesso a estabelecimentos e ambientes com mais de 300 pessoas, bem como limitou a presença de público em eventos a no máximo 1 mil pessoas.

Uma das principais mudanças aprovadas diz respeito a carteira de vacinação, que antes era exigida a apresentação para acesso a ‘todos’ os estabelecimentos comerciais da cidade, e que a partir de agora mudou. Conforme o Comitê, o referido documento ainda será necessário, mas apenas para ingresso nos locais com mais de 300 pessoas, como grandes empresas e supermercados.

Outra mudança envolve a realização de shows e eventos. O Decreto anterior autorizava a realização de eventos com até 30% da capacidade máxima de público no local. Agora com a mudança nas regras, os 30% serão mantidos, mas haverá a limitação fixa de no máximo 1 mil pessoas em eventos públicos ou privados, como shows, espetáculos, reuniões, partidas de futebol e festividades entre outras. 

Apesar de se mostrar favorável à abertura ou flexibilização de horários de funcionamento do comércio da cidade proposta pela Câmara Municipal e publicada no decreto anterior, o prefeito foi muito precavido e cuidadoso com a atual situação da pandemia na cidade, que apesar de constar como ‘índice baixo’; com o fechamento das 20 vagas de UTIs destinadas para internação para pacientes com Covid-19 no Hospital Regional, a situação voltou a ficar preocupante, já que a cidade ainda não completou a 3ª dose da vacina nos idosos, e finalizou a vacinação com a 2ª dose para os jovens.

Lembrando que a ‘exigência da carteira de vacinação’ para acesso em estabelecimentos acabou produzindo um resultado positivo, pois a cidade conseguiu vacinar mais de 20 mil pessoas com a primeira dose da vacina. No entanto, esse público, principalmente o jovem, precisa retornar e completar o processo de vacinação tomando a 2ª dose.

Pátio garantiu que vai manter a qualquer custo as 10 vagas de UTIs criadas e mantidas pelo município. 

- Nós temos feito a nossa parte cuidando pela saúde dos rondonpolitanos e somos referência em todo o Mato Grosso; mas em relação a média nacional, não estamos bem! O nosso estado é um dos piores do país em vacinação, ao lado de Rondônia e Amazonas e precisamos mudar isso. Temos que evitar perder vidas. Só quem já perdeu um ente querido sabe o que eu estou dizendo - externou.

As mudanças do novo Decreto não vão afetar a flexibilização já aprovada no horário de funcionamento do comércio, que continua autorizado a operar até a meia-noite, bem como o toque de recolher, que continua em vigor no período compreendido entre 1h e 5h da manhã.
 

Informe seu email e receba notícias!

Edifício Comercial Marcelon Office - sala 108
Rua P, 300 - Consil
Cuiabá / MT - Brasil - CEP: 78048-345

(65) 99971-9560

Sitevip Internet